Início Histórias e Curiosidades A Tatuagem na Yakuza

A Tatuagem na Yakuza

por Tattoo Place
124 visualizações

Quando pensamos em grandes tatuagens orientais, logo pensamos nos Yakuzas, ou pelo menos uma grande parte do público tatuado, correto? Mas essa prática de “fechar” grandes partes do corpo, não vem da Yakuza como muitos pensam, e sim de um grupo que acredita-se deu origem a máfia japonesa, os Bakutos.

Os Bakutos eram jogadores viajantes na época do Japão feudal, eles viajavam pelos feudos, ganhando dinheiro com jogos de azar, como o Hanafuda, um jogo japonês de cartas.

Durante a época Edo, eles eram contratados pelo governo para entreter os trabalhadores dos feudos, eles podiam ficar com o dinheiro ganho, desde que pagassem uma certa quantia ao governo.

Os apostadores fechavam partes do seus corpos para esconder os códigos de seus crimes, e números de condenações.

Conforme os apostadores se organizavam, e ampliavam seus “negócios” se envolvendo em agiotagem, tráfico, prostituição, entre outros, iam surgindo as famílias da Yakuza.

Os tatuadores escolhiam os desenhos que iam ser tatuados nos membros da Yakuza, além de assinar sua tatuagens na pele do criminoso e até hoje esse ritual é respeitado.

Para fazer a irezumi, (segunda pele) o tatuador tem que conhecer profundamente seu cliente e os valores da organização que ele pertence.

As imagens passam o a personalidade e crenças de cada um.

As tatuagens mais comuns e que ainda são feitas muito até hoje são os dragões, os orientais acreditam que ele traz proteção, ao que o carregam, além de ser símbolo de longevidade.

Na mitologia cada dragão tem nove crias com uma personalidade diferente uma das outras, a imprudência vem do dragão Haoxian, Yazi é valente, normalmente aparece em armas, Bixi não gosta de ficar sozinho, Quiniu gosta muito de músicas, aparece muito em instrumentos musicais, Chiwen está sempre olhando para o horizonte, Suanmi é o dragão do fogo, Jiaotu está sempre enrolado em seu corpo, ele é muito bom, mas quando está enfurecido pode causar catástrofes naturais e eclipses.

Na mitologia diz que as carpas ao subirem as correntes d’água de Longman Falls, (Portal do dragão) se transformam em dragões.

Cada fechamento tem que ser bem equilibrado, e as imagens tem que aparecer em pares, como o dragão e o tigre, que representa (perfeccionismo da força e coragem) aparecem normalmente.

A carpa tatuada para cima, significa força para alcançar seus objetivos, em direção contrária indica que os objetivos foram alcançados. Os desenhos de folha que aparecem ao redor deles, representa o caminho que eles devem seguir ao céu.

Os samurais representam lealdade, dedicação e disciplina.

Flores de cerejeira está associada à efemeridade da vida.

Crisântemos representam beleza, simplicidade e perfeição.

Flor de lótus representa a evolução da alma.

Peônias indicam honra riqueza e distinção.

Você pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ver Mais

Política de Privacidade e Cookies
%d blogueiros gostam disto: