Início Artigos Entrevista com a tatuadora Sonia Cash

Entrevista com a tatuadora Sonia Cash

por Tattoo Place
22 visualizações

Se você adora tatuagens tradicionais e pinups, Sonia é a tatuadora certa para você. Sonia Cash trabalha na Berlin Ink em Berlim, nesta entrevista descobrimos onde seu amor pela tatuagem começou …

Há quanto tempo você está tatuando? Estou tatuando há oito anos. De vez em quando, faço uma pausa de alguns meses para reunir uma nova motivação e inspiração. Não gosto quando meu trabalho fica monótono demais.

O que o atraiu para o mundo da tatuagem e como você entrou nele? Eu tenho raízes na subcultura do punk, hardcore e psychobilly. 20 anos atrás, a maioria das pessoas tatuadas veio de lá. É por isso que as tatuagens sempre tiveram um papel importante na minha vida. Sempre achei eles muito bonitos, legais e marcantes. Também porque as tatuagens não eram para moda e mais para fazer uma declaração.

Fiz minha primeira tatuagem aos 15 anos e me apaixonei totalmente por esse tipo de arte. Aí comecei a me tatuar mais e a conhecer mais gente da indústria, que era muito pequena e esnobe naquela época em Israel. Após alguns anos decidi seguir o meu sonho e com a ajuda dos meus amigos tatuadores comecei a aprender a tatuar – foi assim que me tornei tatuador. Desde jovem adoro arte e sempre sonhei em ter um trabalho onde pudesse partilhar a minha arte e fazer as pessoas se sentirem bonitas.

O que inspira seu trabalho e como você descreveria seu estilo? Eu me inspiro muito com fotografia vintage, desenhos de pinup, atletas, positividade corporal e outros tatuadores como; Angelique Houtkamp, ​​Paul Dobleman, Marie Sena, Jessica O, Olivia Olivier, Matthew Huston, Andrea Giulimondi e muitos mais!

O que você adora tatuar e o que você gostaria de fazer mais? Amo tatuar rostos de mulheres, pinups tatuados e não tatuados em diferentes posições e flores. Estou sempre feliz em fazer mais e mais deles.

Onde você vê sua arte no futuro? Em pessoas de todo o mundo e também em suas casas ou locais de trabalho.

Como a pandemia afetou você e sua tatuagem? A situação do COVID-19 me afetou de maneiras boas e ruins. Bom porque me tornei mais criativo e me apaixonei pelo desenho novamente. Também bom porque me fez aceitar muitas situações que não estão sob meu controle. Tem sido ruim porque não posso viajar tanto para ver minha família, amigos e clientes em Israel como fiz no ano passado.

Siga Sonia no Instagram para tatuagens de estilo mais tradicional.

Fonte

#Entrevista #tatuadora #Sonia #Cash

Você pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ver Mais

Política de Privacidade e Cookies